Cidadão Alerta!

Senador busca na justiça a verdade sobre os empréstimos “secretos” que o Brasil fez à Cuba e Angola, no total de 875 milhões de dólares.


publicada em 06 de março de 2014

O Senador Alvaro Dias busca na justiça a verdade sobre os empréstimos “secretos” que o Brasil concedeu  à Cuba e Angola, num total de 875 milhões de dólares.
 
Contrariando a Constituição Federal, que determina em seu artigo 49 – inciso I, que “é competência exclusiva do Congresso Nacional resolver definitivamente sobre tratados, acordos ou atos internacionais que acarretem encargos com compromissos gravosos ao patrimônio nacional”, e ao Art. 37 que determina que a administração pública deve obedecer os princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência, o governo da Presidente Dilma, através do BNDES, concedeu secretamente empréstimos à Cuba e Angola em operações de financiamentos de bens e serviços, conforme vastamente tem sido divulgado pela imprensa. 
 
Segundo reportagem da “Folha de São Paulo”, somente em 2012 estes empréstimos secretos chegaram a casa dos US$ 875 milhões de dólares.
 
Muitas foram as tentativas da imprensa, representantes do Congresso Nacional e entidades de defesa da ética e transparência nas contas públicas, em descobrir a razão de tanta bondade com o dinheiro do povo brasileiro, que sofre com uma carga tributária descomunal e péssimos serviços públicos.
 
E estamos falando somente dos empréstimos realizados “secretamente” em 2.012. E nos anos anteriores?  Quanto mais será que foi subtraído do povo brasileiro?
 
Em busca de resposta para estas dúvidas que todos nós temos, o Senador Álvaro Dias, conforme pode ser visto no link abaixo, impetrou um Mandado de Segurança junto ao Supremo Tribunal Federal, para que o governo explique a razão destes empréstimos.

Vamos aguardar e torcer para que o Ministro Joaquim Barbosa mais uma vez faça valer a lei.

       Click aqui para ver o 
Mandado de Segurança - Petição ao STF








Versão para impressão  |  Envie para um amigo  |  Deixe seu comentário




Comentários

Nenhum comentário ainda foi registrado.
Seja o primeiro a comentar! Clique aqui ››
CIDADÃO ALERTA - 2017